CONTADOR DE VISITAS............SEJAM BEM VINDO.

Contador de visitas

Seguidores

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

FELIZ 2011!!!!!!!!!!!


Ano-Novo - Graphics, Graficos e Glitters Para Orkut

Confira mais gráficos para Ano-Novo em ScrapsWEB.com.br




 Ja se foi época em que me animava por causa do fim de ano, o Natal por estar com toda a familia. brinquedos brincadeiras comida primos e primas, o reveillon era motivo de passear viajar praia etc e sempre com toda a familia.
 Fui crescendo as coisas mudando, meus tios e tias encontraram motivo para comemorar a virada pois seus filhos e sobrinhos eram pequenos mas isto acabou e novamente nao se foi mais comemorado a virada...
 Nao sou fã de fogos entao para mim é somente a virada de um dia para outro com desculpas de encher a cara ate passar mal e fazer bagunça, um dia que faço questao de passar dentro de casa dormindo depois de ter bebido bastante com meus pais.
 Este ano em si muitas coisas mudaram em minha vida, muitas pra melhor algumas infelizmente pioraram. Apesar de todas as brigas que tivemos, minha familia e eu nos aproximamos mais, este ano conheci minha Dona, alguns dias antes do meu niver ganhei minha coleira que sou muito grata, e em casa mesmo todo dia quando acordo, um dos meus maiores motivos de alegria que possui apenas 5 aninhos.
 Neste Natal consegui realmente enxergar o quao diferente este ano se tornou diferente... por muitas coisas que aconteceram, no dia do Natal peguei meu primo em um canto e conversei com ele indicando tudo o que tinha feito durante o ano e qts ele se orgulhava, consegui iluminar a cabeça dele pois o considero como meu proprio irmao, nossa amizade é desde que nascemos ja que sou apenas alguns dias mais velha que ele, adorei o presente, nao sou tao apegada a bens materiais como as vzs aparento ser.
 O presente que ganhei que me da friozinho na barriga desde a hora em que o recebi e ainda nao parou, é a passagem que me deixara pertinho de minha Dona pelos proximos dias, que fara eu conhecer meu irmaozinho e que a perna treme so de imaginar nem conseguindo me manter em pé.
 Assim como o Natal foi diferente e me mostrou que ainda tenho muito que aproveitar dele, tanto pelos motivos sinceros tanto pela parte material. Sinto que este reveillon me fara ver que tambem tenho e terei muitos motivos para continuar a comemora-lo.
  Sendo assim desejo a todos (todos mesmo) que em 2011 consigam olhar ao redor sem pensar apenas em si mesmo, que neste novo ano possamos todos sermos flizes com menos brigas e entrigas.

FELIZ 2011!!!!!!!!!!!!!!!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Dezembro com Dona

Minha Dona chegou domingo muitooooo cedoooo... Nao
teria como encontra-la na rodoviaria, pois ate consegui
chegar la, provavelmente ja estaria em casa.
 Acordei de madrugada olhei para o relogio pensando

"minha Dona já esta aqui em SP". Peguei o cel. na maopara
ligar, mas havia pedido para que me desse um toque quando
chegasse, como nao tocou o cel. decidi esperar e voltei a
dormir. Mais tarde, mas ainda era cedo, haviamos combinado
de sair pois me disse que precisava comprar uma coisa,
tratei de levantar, tomar banho me arrumar e sai antes que
alguem aqui acordasse.
 Quando me encontrei com minha Dona, descobri que

realmente a hora que acordei de madrugada, havia acabado de
chegar aqui, porem nao queria me acordar tao cedo. Saimos
para comprar uma coisa que acabaram se tornando algumas,
ate mesmo uma pra mim, mesmo dizendo que nao precisava..
(obrigada Sra). Depois de ter acordado cedo e andado
bastante, tava cansada ja. Voltamos para casa de minha
Domme, fiquei por la um bom tempo tomando coragem de
levantar e ir embora para casa, somente de imaginar o
caminho que teria que andar, desanimava na hora e desistia.
 Em casa, mesmo com todas as brigas que acontecem 6

vezes por semana, temos sempre um dia que todos nos damos
bem, conversamos sobre tudo etc. Comentei com minha mae que
ao passar em frente a uma pizzaria indo para casa, deu
vontade de comprar mas acabei nao comprando. Ela entao
resolveu comprar (resolveu pedir pois eu que paguei)
compramos uma pizza e chegou outra, eu particularmente so
percebi depois que acabou que ouvi minha mae comentando com
meu irmao rsrss.
 Fiquei um pouco na net pois estou ficando cada vez

com menos paciencia com meu pc, li um pouco entre outras
coisas e fui dormir,iria sair com minha Dona novamente,
estava feliz ansiosa nervosa contente e mais um monte de
coisas ao mesmo tempo. Depois de um tempo (nao sei quanto)
eu durmi e sei muito menos a hora em que acordei, nunca
prestei muita atençao para esses detalhes.
 Como sempre, fiz diversas coisas que nao lembro a

ordem, estava em casa e a cabeça muito longe, mais tarde no
msn conversando com minha Dona, marcamos a hora e o lugar
que iria encontrar com ela, mas entao veio a chuva, quando
esta fingiu que ia embora, sai de casa, mas foi colocar o
pé fora do portao que voltou com força total, mesmo com
guarda chuva, fiquei ensopada, já no caminho minha Dona me
liga dizendo por causa da chuva ainda nao ter saido de
casa. Como o caminho para casa dEla e onde iamos nos
encontrar era o mesmo no inicio, mudei de direçao e fui ate
sua casa.
 Quando cheguei, pegamos uma carona para ir onde

precisavamos ir... sim, ficamos parada embaixo de chuva
esperando uma boa alma nos dar uma carona ate que
finalmente conseguimos. Neste tempo minha Dona avisou que
iria resolver esta questao e prometeu a sua irma um favor,
entao teriamos que voltar para que pudesse faze-lo,
sinceramente pensei que estivesse brincando mas nao
comentei nada.
 Fomos para resolver o que tinha que ser feito e

enrolamos um tempo para voltar por causa da chuva ainda (e
eu ainda encharcada). Achuva estava menos pior resolvemos
entao voltar antes que ficasse mais tarde, e realmente era
verdade da minha Dona fazer este favor a sua irma, fiquei
pensando comigo de ter esperado mais um tempo em casa, pelo
menos estaria seca ou só molhada ao inves de incharcada.
 Estava incomodada de ficar andando molhada para

cima e para baixo, apesar de saber que valeria muitooo a
pena depois. Voltamos na casa da irma de minha Dona, quando
saimos já estava relativamente tarde, ainda mais comparado
com a hora que planejavamos sair.
 Finalmente chegamos depois de minha Dona deixar

varios pontos de interrogaçao em minha cabeça com algo que
me disse, fiquei pensando se faria ou tinha feito o que eu
estava pensando (depois descobri que realmente faria o que
tinha pensado). Estou louca para tirar esta roupa molhada,
tiro sapatos de minha Dona, beijo seus pés suas maos. Tenho
a permissao de tirar a roupa que nao agentava mais, de
dentro da bota ate um peixinho saiu junto com toda a agua.
 Ja com a coleira em meu pescoço, minha Dona pede

para colocar uma musica, mal termino de colocar a musica,
vejo que esta me esperando com a venda nas maos e ordenando
que va ate onde esta, assim o faço, me coloca a venda,
agora ja nao posso mais ver nada, aguardo ate se aproximar
de mim novamente e quando o faz coloca meus braços para
tras e os amarra, me conduz ate a cama... me coloca com o
rosto encostado na cama, pernas dobradas bunda empinada e
assim prende meus braços com as pernas, tento mexer meu
braço e sinto a corda na minha bundinha, nao sei se
incomoda mais meu braço de mal jeito ou a corda passando em
minha bunda e nos meus seios coloca o clamps
aaaaaaiiiiiiiiiiii.
 Sinto o chicote marcando minha pele, minhas cosas,

minhas pernas coxa bunda, me controlo muito para nao me
mexer e sair da posiçao em que estou, cada chicotada uma
dor um prazer uma explosao de sentidos e vontades. Ouço
seus passos se afastando de mim novamente, volta colocando
o vibrador na minha buceta me dando mais prazer ainda, a
vontade de servi-la sendo cumprida deliiiciiiaaaaa. Poder
realizar a vontade e os desejos de minha Dona me faz muito
bem.
 Realmente nao sei se ja estava perto da cama ou na

mao de minha Dona, ou se voltou para pegar, mas nao ouço
seus passos, nao escuto barulinho do isqueiro nem sinto
cheiro de fosforo riscado, o que sinto sao os pingos de
vela caindo em minha bundinha, coxa e ate mesmo em minha
mao, o vibra ainda em minha buceta com minha Dona ligando
desligando e controlando a intensidade,
Maravilhooosooooooo... com a vela pingando em minha pele,
nao consigo me segurar e acabo saindo da posiçao que minha
Dona me deixou ficando assim de lado, ouço a ordem para que
volte a ficar na msm posiçao de antes, por estar amarrada
tenho dificuldade para realizar, ouvi minha Dona rindo da
minha situaçao porem me ajudou a voltar como estava e
continuou pingando a vela em mim AAAaaaaiiiiiiiiii...
 Ordena que agora sim fique de lado, e continua

brincando com o vibra dentro de mim hhhuuuuuummmmmmm
(parece que estou sentindo tudo novamente).. meu peito esta
doendo por causa do clamps mas nao digo nada, fico sentindo
o prazer que minha Dona esta me proporcionando, um prazer
que vai aumentando e aumentando cada vez mais, ate explodir
em gozo quando me permitiu minha Domme. Continuei amarrada
e deitada como estava, meu braço começava ficar dormente
pelo modo que estava preso, tento me mexer mas nao consigo,
o que consigo na verdade é deixar a corda mais apertada e
rceber com isso o comentario da minha Dona dizendo
exatamente que cada vez que eu tentar me soltar ira ficar
mais apertado.
 Quando volta, manda que eu abra a boca e manda que

eu coma, levei um susto ao ouvir isto pois nao lembrava que
tinha comprado coisas de comer, mais é claro vou comendo
junto com minha Dona,ainda de olhos vendados e toda
amarradinha ao seu lado, comento que meu peito esta doendo
e minha Dona tira o clamps... que venho a descobrir depois
que estava doendo do modo como estava pois estava sem a
borrachina e que por isso doeu mais que antes. Levanta-se
novamente, peço para poder me virar pois nao sentia mais o
braço que estava prenssado na cama, tento me virar mas nao
consigo, estou quase desistindo quando ouço minha Dona
comentar "Isto é, se voce conseguir" ao ouvir tal icentivo
consigo me virar na mesma hora e ouço sua risada enquanto
diz "Fez isso somente para nao perder nao é cadelinha?!"
antes que possa responder qualquer coisa, sinto uma
chicotada na bunda e escuto minha Dona dizendo "Mas sou eu
quem sempre ganho".
 Quando ja nao estava mais sentindo o outro braço

tambem, minha Dona me desamarrou, tirou a venda de meus
olhos e deitou-se a meu lado. Quero poder retribuir o
prazer que me proporcionou, tiro sua calcinha, com meu dedo
vou passando em seu clitoris, com minha boca vou brincando
em seus seios, beijando sua boca descendo por sua barriga e
chegando ao local que mais quero, sentir seu gosto em minha
boca e assim sentir seu prazer. Vou lambendo chupando e com
meu dedo vou penetrando minha Dona e sinto sua mao em minha
bucetinha me dando mais prazer, sua mao em mim seus gemidos
em meus ouvidos, estou adorando amando estar ali com minha
Dona nao quero mais que acabe, seja eterno... te ouço
dizendo que vai gozar vou subindo novamente minha lingua
pelo seu corpo chegando em seu ouvido dizendo para gozar
pois quero sentir que esta tendo prazer que esta gostando
volto em sua boca e ao beija-la a sinto começar a gozar em
minha mao e gozo novamente ouvindo seus gemidos sua mao a
me bulinar e seu gozo em minha mao.
 Alguns instantes apoos ficarmos deitadas, vamos

tomar banho para podermos ir embora, ja esta tarde, apos a
promessa de me abandonar ali e ir embora me deixzando para
tras resolvo me levantar e tomar o banho junto com minha
Dona.
 Com natal chegando amigo secreto familia uniao

presentes arvore etc etc etc, para cada pessoa o Natal
significa uma coisa diferente, e há muito tempo para a
maioria das pessoas Natal deixou de ser reuniao de familia
e amigos para se tornar um simples ato de consumo ou
desculpa para gastar o que realmente é o meu caso, apesar
da minha familia se reunir, eu nao sei o para que o fazem,
nao é pelo fato de se unirem, mas enfim... natal chegando
preciso gastar dinheiro entao acordo cedo e saio com a dona
do cartao (minha mae) para comprar os presentes das
crianças (claro, somente as crianças ganham presente, por
isso quero voltar a ser criança).
 Minha Dona ja havia comentado que eu teria que

passar em sua casa para pegar o que ela havia dito que me
daria e o que eu disse que nao era para dar... mas enfim
ela é quem manda... disse que nao passaria e me diz que se
nao o fizesse iria vir em casa para entregar e isto nao
daria muito certo. Como precisava ainda comprar um sapato e
tinha visita em casa esperando minha mae... disse que iria
ao shops compraria meu sapato o presente do amigo secreto e
depois ia pra casa... como era meio caminho, antes de fazer
isto, passei na casa de minha Domme, peguei meu presente de
Natal que voces só saberao depoiiisssss... e fui comprar o
que faltava, como foi rapido e minha mae imaginava que ia
demorar, aproveitei e voltei a ficar mais um pouco com
minha Dona, pois estaria indo embora neste mesmo dia. Agora
estou aqui roendo as unhas contando os minutos para poder
ve-la novamente. A saudade aperta aqui no meu peito.

sábado, 11 de dezembro de 2010

Inicio de dezembro

           

          Minha Dona veio perguntar-me hoje sobre o relato que mandou que eu fizesse, realmente nao o tinha feito ainda porem tambem nao o havia esquecido como Ela havia dito.
 Sei que ficou chateada e ate mesmo nervosa, o que estranhei um pouco pois apesar de sempre pedir para eu nao ter que fazer os relatos ou ter que escrever o que quer que seja por nao gostar de escrever, tento sempre faze-los no primeiro fds apos ter encontrado minha Dona, pois assim posso sentar aqui de manha quando sei que nao tera ngm para conversar cmg e ngm em casa para me encomodar, e apesar de que parece simples, para mim nao o é tao simples assim.

          No meio desta conversa, minha Dona disse que irá postar tambem um outro 'relato' que fiz que encaminhei diretamente pra ela, falando do erro que cometi como foi e etc, n é algo da qual eu me orgulhe de ter feito... eu realmente nao irei posta-lo ate mesmo por ter encaminhado para Ela e ter excluido do meu pc... Mas se o desejo D'Ela é de postar, entao os curiosos de plantao logo lgo poderao saber o que foi ou por aqui no meu blog ou no dela ou quem sabe até nos dois?!?


         Vamos la, Sabado 04/12/2010, conversando com minha Dona, havia te prometido que iria busca-la na rodoviaria, sairia do serviço e iria ate la encontra-la. Devido à alguns motivos, eu nao trabalhei, por nao ter credito para ligar para minha Dona explicando o que aconteceu, mandei uma mensagem dizendo que estava em casa iria busca-la do mesmo jeito porem pedi para me dar um toque quando tivesse chegando.
Para minha sorte nao fiquei esperando esse toque, sabia que horas mais ou menos chegaria e fui para rodoviaria, no meio do caminho liguei para minha Dona perguntando onde estava, e me disse que estava chegando naquele exato momento, fui encontrei com Ela e disse que quando viu a mensagem que mandei ficou puta da vida e que realmente nao iria me ligar pois "sabia" que eu nao iria busca-la, sei que diante minha Dona nao tenho que gostar ou deixar de gostar de algo, mas que eu nao gostei de saber sobre isso, nao gostei, sem contar as milhares de coisas que se passaram em minha cabeça como eu chegar la e ela ja ter ido embora ou qualquer outra coisa que seja, somente brinquei falando que a proxima vez eu nao iria busca-la, mas tambem nao perguntei nem vou perguntar o porque achava isso.
                Fomos para sua casa, onde sei que nao sou bem vinda, um lugar onde eu queria poder dizer que adoro estar mas muito pelo contrario, afinal nao me sinto bem onde nao sou bem vinda, mas vou por minha Dona. Ficamos conversando, vendo tv as horas passando ficou tarde voltei para casa. Ja haviamos combinado de sair no dia seguinte logo cedo.


        Domingo, comparado com o horario que eu acordo, este dia acordei cedo demais, tomei banho me arrumei briguei com a mae e fui encontrar-me com minha Dona, no metro encontramos papai-noel sentado bem ao mei lado, nao sei o que ele andou aprontando, porem estava em um sonooo....... minha Dona disse que encontrar papai noel da sorte, nunca ouvi sobre isso, mas se ele da sorte Amem. Fomos primeiramente comprar o presente de aniversario dos sbrinhos de minha Dona. Acordar cedo e andar debaixo de sol nao é muito comigo mas tudo bem... fomos compramos depois a fila gigante depois o caminho de volta. Estava quase quebrando o vidro do metro de tanto calor que estava.

        Minha Dona falou de irmos a outro hotel em outro lugar, estando com el, nao me importava onde iriamos, mas na minha cabeça se passavam milhares de coisas, como por exemplo, sobre o erro que cometi, apesar de minha Dona ja ter passado castigos para eu fazer, estava certo na minha cabeça que nao tinha acabado, que iria me castigar pessoalmente, ficava pensando se um dia iria me perdoar, nao achava que seria dificil, o que depois de hoje tenho grandes duvidas quanto a isso mas "tudo bem".


         Chegamos ao hotel, deixei os presentes de lado e literalmente me joguei na cama,vi minha Dona indo ao banheiro e ouvi o barulho de agua, estava tentando lutar comigo mesma para levantar mas estava perdendo a briga, estava quase dormindo quando sinto o tapa de minha Dona em minha bunda e voltou para o banheiro, me sentei na beirada da cama porem manda que eu me deite como estava antes, obedeço me viro novamente, passado alguns minutos sinto minha Dona perto da cama, desamarrando meu sapato e mandando desabotoar o shorts, peço para levantar para tirar as coisas do bolso, enqquanto volta para o banheiro, manda que tire os sapatos, shorts camisa e deite novamente como estava, assim fiz, quando volta ganho uma massagem deliciosa começando por meus pes, subindo as pernas, bunda, costas pescoço ombros, massagem deliciosa com direito a bjos lambidas mordidas, tira minha calcinha e levanta, me viro para saber o que foi fazer e escuto que nao era para me virar, é para eu ficar deitada quetinha, assim eu faço, volta mandando eu empinar a bunda assim eu faço e sinto enfiando na minha bucetinha o plug, e ali ficou com ele brincando, que deliiiiciiiiiiaaaaaaaa.

          
       


Minha Dona joga o travesseiro em cima do meu rosto para que eu nao veja, e logo sinto o chicote na minha bundinha nas minhas costas bunda de novo AAAAAAAAAAAAAAAAAAAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII DOOOOOOOOOOEEEEEEEUUUUUUUU. Manda que eu vire de frente para Ela, antes que eu consiga me virar me da outro tapa mandando eu ser rapida, me virei e minha Dona continuou brincando com minha bucetinha, que ja estava mais do que fervendo, brincando na minha buceta e seus olhos em mim, me chamando de sua cadela puta huuuuuuuummmmmmmmm... Com seu joelho prendeu o plug dentro da minha buceta, e sentia sua boca no meu peito, sua lingua subindo e descendo meus pescoço, seu corpo com o meu, já estava mais que louca, mais loca que shakira. Seus bjos huuuuuummmmmmmmmmm tudo muito boommm. Se levanta, tira o plug d dentro de mim, com tudo que aconteceu, juro que tenho medo ate de respirar sem ter sua permissao primeiramente, sendo assim, continuo deitada queta do jeito que me deixou.
       









 Ordena que me levante da cama, me da um super beijoo deliiciiosooooo e aponta para o chao, me abaixo, bjo seus pes suas maos... Manda que tire sua roupa, como já havia tirado sapato e calça, me levantei para tirar sua blusa depois sua calcinha, me chama para ir tomar um banho, quando vou dar um passo escuto dizendo "naoo... como a cadelinha que voce é", fico de quatro, sinto suas maos em meu cabelo me puxando ate o banheiro, aiiiiiiiii, mandou que entrasse na hidro e entrou em seguida, vindo ao meu lado me beijando, suas maos passando meu corpo todo. Se afastou indo sentar na beirada da hidro me chamando para que pudesse chupa-la beija-la ama-la senti-la. Me aproximei beijando sua boca, descendo seu pescoço peito chegando onde havia mandado, sua buceta, começei a lambe-la tirando gemidos sussurros de minha Dona e comecei a chupa-la, mesmo ja tendo me dito antes nao acreditei que faria afinal sempre que falamos sobre isso, ate mesmo antes de me tornar Sua, digo que nao gosto e que nao faria e sei que minha Dona sabe respeitar meus limites... porem senti quando fez xixi na minha boca, que cuspi e me segurei para nao fazer outras coisas, e me segurei mais ainda apra nao falar o que se passava na minha cabeça neste exato momento... somente lembrando que nao sou contra quem faça ou goste, nao é preconceito é só a minha opiniao e os meus gostos.
        

        Apos um bom tempo lutando para nao sair correndo cuspir mais lavar a boca e escovar os dentes, minha Dona me puxando para junto de si para me beijar, minha Dona manda que volte a chupa-la, assim o faço passando minha lingua em toda sua buceta, chupando, brincando, colocando toda minha lingua dentro de si...... ate explodir em gozo hhhhuuuuuuuummmmmmmmmmm. Ficamos mais um tempo ali dentro, minha Dona hs brincando com meus seios hrs brincando com minha bucetinha o que realmente esta muitoooo bboooooommmmm, ate que nos lavamos.

       Pouco depois sai e deitei na cama enrolada na toalha toda molhada, nao estava mais querendo dormir, somente ficar deitada quieta, pensando em algo que minha Dona disse que iria fazer, ate agora nao concordo nem aceito, mas como me diz, nao preciso aceitar ou concordar, preciso obedece-la. Me levanto e volto ao banheiro para conversar com Ela e ao me aproximar volta a brincar com minha bucetinha, nesta hora só nao cai por estar segurandooo uma deliiiiciiiaaaaaaaa muuuiiitoooo booommmm, me afastei um pouco e ouço sua ordem para que volte, disse que nao e me diz que eh pra voltar ja imediatamente... Olho pro quarto fazendo mençao de voltar para ele somente para ver sua reaçao que nao mudou em nada e penso melhor, sei que sera pior se nao fizer o que mandou, sem contar que é muito melhordo que um quarto vazio rs.

 Ficou assim brincando comigo em minha bucetinha ate que gozamos de novo, ordenou que fosse me lavar de novo fazendo sair logo em seguida para ir pro quarto se arrumar se trocar e ir embora. Sempre queremos "mais 5 minutinhos" por isso sempre que me manda eu me trocar fico enrolando ate nao poder mais, em 99,9% dos casos, quando começo a me trocar minha Dona ja esta pronta e tudo guardado. Fiquei deitada na cama ainda o corpo todo molhado e senti o chicote na minha bunda gritei de dor e susto. Comecei a me arrumar para podermos ir embora. Novamente mesmo sem gostar de ir, mesmo tendo pessoas que nao gostem que eu va, fui para casa da minha Dona, fiquei mais uma parte do dia junto a ela, afinal sabia que dia seguinte estaria indo embora logo cedo, entao tinha que aproveitar mais, mesmo sabendo que logo estaria ali de novo, ficamos ali vendo tv conversandoate ver que ja estava mais do que na hrde ir pra casa, afinal minha Dona teria que sair e pra isso teria que se arrumar. Fiquei 1hr debaixo de chuva esperando um onibus (se tivesse voltado andando me molharia menos e teria chego mais rapido) e vim para casa. No dia seguinte (segunda) como nao teria como levar minha Dona na rodoviaria, liguei para poder me despedir, tudo bem que com a voz de quem acabou de acordar, nao conseguia entender nada do que eu falava, apos acordar um pouquinho retornei a ligaçao e nos falamos mais um pouco.
     Voltando para hoje (apos pular alguns dias e muitas conversas) quando digo que apos o que falamos hoje estou certa de que muito dificilmente conseguirei ser perdoada por minha Dona, que me diz que precisamos conversar seriamente, o que nesse ponto ate concordo, nada se resolve sem conversa, mas que acho que nao confiar nao acreditar mais em mim nao ira ajudar em nada, isso eu acho (apesar de saber que errei) pois sem confiança nao ha nada que posso suportar a pressao....

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

SAUDADE DE VOCE!




Tenho saudade de você ...
Saudade do teu olhar ...Olhar maroto , infantil ...
Olhar sensual , malicioso ...Olhar pedindo beijos ...

Beijos pedindo amor ...

Tenho saudade de você ...
Saudade da tua presença ...Da sua fala mansa ...
Da sua risada criança ...De tuas idéias maduras ...
Das tuas ocultas loucuras ...Do calor do teu corpo ,
Do toque das tuas mãos ,Do teu respirar ofegante ...

Tenho saudade de você ...
Saudade dos teus beijos ...Beijos que demos nos olhos ,
Beijos que demos nas bocas , Beijos que demos no sexo ...
Beijos que apaixonados , Demos ...

Tenho saudade de você ...
Saudade das tuas mãos ...Dos carinhos no meu rosto ...
Dos afagos em meu corpo ...Dos toques no meu sexo ...

Tenho saudade de você ...
Saudade do teu corpo ...Do cheiro do seu pescoço ,
Do gosto da tua boca , Do aroma do teu sexo ...

Do teu gemido de prazer ,
Do teu pedido de amor ...Do teu grito de "quero mais"
Do teu desabafo :"Não sou de ferro"
Da tua entrega Aos meus carinhos ...

Tenho saudade de você ...
Tenho saudade ...Saudade grande ...
Preciso matar essa saudade ...
Vamos nos encontrar de novo ?
Me ajude a matar essa

SAUDADE DE VOCÊ !!!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

            Por Amar Diferente


Puxa você tem nojo de ver dois homens/mulheres se beijando?
Eu tenho nojo de ver gente batendo em gente
de ver gente enganando gente
de ver gente matando gente
de ver gente passando fome
de ver gente negando direito de gente só por ser diferente
Disso eu tenho muito nojo
mas você pode dizer oque pensa da homosexualidade das pessoas...
é saudavel falar o que pensa
desde que não desrespeite ninguém !!
e já que você está tão aberto a discutir esse assunto (o que é louvável da sua parte)
eu te proponho que você tire um pouco o "casaco de moralidade"
e sem ideias prontas imagine como seria se você fosse gay
não tenha medo
imagine você se descobrindo ser uma coisa que não queria
e lembre-se que o mundo não esta preparado pra gente diferente
tente se imaginar sentido amor por outro ser humano
que infelizmente não é o ser humano do tipo que sua mãe sonhou
imagine a dor de ver que você vai ter que escolher entre sua felicidade ou a dos seus pais
ou então viver escondido e com medo
levando uma vida frustada
ai você um dia é descoberto e é humilhado
negado e escurraçado
você esta sozinho no mundo!
e não entede porque tem que ser assim
será que amar é algo assim tão errado?
será que você é tão ruim assim?
quando você abraça seu amigo todo mundo acha fofo,
mas se você beija seu amigo você é uma aberração?
aí começa o preconceito
você e demitido
é xingado na rua por pessoas que você nem conhece
é alvo de piadas e fofocas
de repente você pensa ser um humano inferior...
só por amar diferente!
pense nisso e tente se imaginar nessa situação!
você vai ver que ninguem merece o seu "nojo"
vai sentir falta de dignidade e boa vontade
pense nisso!
vai ser no minimo interessante
fale o que pensa
mas pense
antes de disseminar apenas o que você ouviu a vida toda da boca de outros
pense


domingo, 28 de novembro de 2010

DESAFIO

Recebi da minha dona NICE o desafio de responder a algumas perguntinhas a meu respeito.
1) 7 coisas que pretendo fazer antes de morrer

Ter minha casa própria
Viajar o Brasil inteiro
Parar de tomar coca-cola
Morar no RJ
15 esportes radicais
Realizar pelo menos um sonho de todos aqueles que me rodeiam (familia, amigos...)
Viver intensamente

2) 7 coisas que mais digo:

Eu te amo
Saudades
É Mesmo
Legal
Entendi
Para de gritar
Ah ta
3) 7 coisas que faço bem

Beijar
Gastar
Comer
Dormir
Jogar
Amar
Aprontar
4) 7 Defeitos meus

Ansiosa
Ciumenta

Teimosa
Impaciente
Orgulhosa
Rancorosa
Preguiçosa

5) 7 qualidades

Amiga
Companheira
Persistente
Realista
Carinhosa
Responsavel
Unica
6) 7 Coisas que mais amo



Eu
Minha familia
Meus amigos
Minha Dona
Poder dormir toda noite e acordar todo dia
Viajar
Musicas
 Desafio realizado com sucesso, porém não o passo adiante. Bjus

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Vende-se um coração...

Um coração que está cansado do sofrer
Um coração que vive caindo e levantando
Um coração extrovertido
Um coração criança
Vende-se um coração relativamente novo
Um coração que já teve fortes emoções
Um coração que já foi flechado várias vezes
Um coração que insiste em amar
Um coração que sempre me deixa na mão dos apaixonados
Vende-se esse órgão fantástico
Um coração que já está um pouco calejado, machucado, desanimado.
Com ele fui extremamente feliz, experimentei aventuras magníficas.
Éramos como um só eu e ele, ele e eu vivíamos intensamente.
Tínhamos momentos de felicidade e quando acontecia alguma tristeza
Meu coração sempre me consolava nunca me deixando desabar.
Vende-se um coração poeta
Um coração que uma vez me fez escrever: “Durma hoje sabendo que ele vai acordar do seu lado com um rosa dizendo” EU TE AMO ““.
Esse coração leviano, amado que vive me alimentando de esperança.
Vende-se um coração sonhador
Um coração que sempre dá uma chance achando que dessa vez vai ser diferente
Um coração que confia nas pessoas
Um coração que acha que dessa vez vai acontecer
Um coração espontâneo, vivido e animado.
Vende-se um coração inconseqüente
Um coração louco.
Que faz com que eu perca a razão
Um coração que permite que eu fique de pernas bambas.
Que deixa seu usuário sem saída de dizer não e sim faça com que ele provoque as maiores insanidades.
Um coração que faz com que correr atrás do seu amor, é pouco quando se ama.
Um coração que provoca cegueira.
Um coração impulsivo.
Vende-se esse precioso Ser inocente
Que não pode ver uma atenção especial que já se entrega em risos.
Que se mostra sem armaduras e defesas
Que se entrega a qualquer momento sem ressentimentos
Um coração que quando parar de bater irá se explicar para Deus dizendo:
“Eu fui tão bom, agradei muitas pessoas, fui gentil, apaixonado e amei. Amei como os loucos poetas. Dei muitas gargalhas e até sofri, cai, mas me levantei e continuei a jornada de enfim encontrar meu amor”.
Vende-se ou mesmo se troca ou aluga esse coração.
Quero um com mais juízo
Que saiba me dizer o que é certo ou errado.
Que ande na linha.
Que seja frio e calculista.
Porque esse coração sem pedigree, vagabundo e vadio já ta cansado de sofrer.
Um coração que compromete seu usuário fazendo com que ele exponha o mais intimo segredo...Eu te amo.
Vende-se esse coração derrotado.

Mariana Nascimento

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

FISTING



Fist fuck ou fisting ou fist fucking é uma prática sexual que envolve a inserção da mão ou antebraço na vagina (brachio vaginal) ou no ânus (brachio procticus). Os praticantes desta atividade indicam que parte do gozo na sua realização está em aprender a apreciar as sensações que são proporcionadas pela distensão do ânus, da vagina ou de ambos.
Alguns apreciadores desta prática o fazem, inclusive, com a dupla-penetração nos orifícios anal e vaginal.
Tal prática é adotada quer entre pessoas heterossexuais como pessoas homosexuais e pessoas bissexuais.


   Segurança e saúde

 

 

A prática deve ser interrompida caso haja sangramento, e se este persistir por muito tempo após a prática, deve-se recorrer a um médico com urgência.
Por apresentar um alto risco de transmissão de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), o uso de luvas de látex, e ainda intensa lubrificação do ânus ou vagina, são necessários, devido também às bactérias presentes embaixo das unhas (ainda que lavadas) e ao redor das cutículas..


   Descobertas





  Como todo mundo ou quase todo mundo, ao conversar com alguem que voce nao conhece, sempre te pedem para que se descreva, o que gosta ou o que nao gosta etc etc... Ate mesmo em uma entrevista de emprego professores no primeiro dia de aula etc.
   Bom, sou aquela que se interessa busca fuça aprende tenta e realiza. Sou aquela que todos amam e todos odeiam, a que tem o coraçao mais mole e no instante seguinte o mais duro, sou aquela que ja viveu e sofreu, aquela que esta começando a vida e tera muito pra aproveitar, sou a mistura do velho com o novo. Sou apenas uma criança conhecendo um novo mundo.
   Assim como eu, sei que ninguem tem apenas uma resposta para dar para poder se descrever, se eu disser tudo que gosto e deixo de gostar, nunca irei parar de falar... Masss como eu disse gosto de fuçar de descobrir de entender tentar e praticar... havia um tempo em que me interessava muito por ler contos eroticos, uma epoca em que posso dizer, estava descobrindo o que é sexo, entao sempre que via algo diferente, uma palavra que nao tinha visto ainda, eu ia atras e lia tudo o que tinha para ler sobre tal assunto.
   Uma vez passeando na net, encontrei um conto/relato, nao sei se foi real ou nao, mas comecei a ler e me interessar, tentei encontrar o texto para colocar aqui mas´faz um bom tempo que o li, nao o tenho mais e nao encontrei na net.
   Esse conto fala sobre duas mulheres que se conheceram em um bar, uma se encanta pela outra e resolvem ir para outro lugar, a "primeira" mulher escolhe um lugar e a a outra acompanha, o local era uma casa onde estava tendo uma festa, como dizia no conto, era uma festa BDSM... a "segunda" mulher que ja estava bebendo no bar, e agora com o incentivo da "primeira", começa a beber demais. A primeira mulher leva a segunda para um banheiro, onde tomam banho e etc, e quando saem, a primeira mulher venda a segunda e a amarra em um cavalete, chamando todos para que possam aproveitar e usar a moça que esta presa.
   Faz-se uma fila com todos homens e mulheres portando plugs, vibradores cintas etc para poderem aproveitar. Depois da moça ter gozado milhares de vezes, a primeira que a chamou para a festa, diz que iria experimentar algo novo, um prazer diferente, que tudo o que havia acontecido era só uma preparaçao para o que vinha. Apos realizar todos os preparativos necessarios, ela inicia um fisting vaginal na outra que acaba gostando e começa a fazer mais vezes enfim etc...
   Claro que o conto que me chamou e prendeu atençao é bem mais rico em detalhes, muito mais emocionante excitante do que o simples resumo que fiz, mas um conto que desde que o li, nao sai da minha cabeça, que me deixou com um puta tesao e uma vontade louca de experimentar, de fazer realizar conhecer... Sei que com minha Dona terei esse conhecimento, essa experiencia.
   Comentei sobre isto com uma amiga que me perguntou "e se vc nao gostar?" "se eu nao gostar eu pelo menos tentei tirei minha duvida, mas somente de saber que com isto deixo minha Dona feliz, nao tenho o porque nao gostar". Pelos olhares dela, sei que nao concorda comigo, mas a vida é uma só e enquanto viver quero realizar todas minhas vontades desejos, e experimentar minhas novas descobertas, se nao for assim de que me adianta descobrir as coisas????

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Alguns dias maravilhosos com minha Donna

Saber que minha Dona esta aqui em SP perto de mim, faz com que eu acorde melhor, a vontade de ve-la de encontra-la é muito grande.
 Devido a alguns problemas, precisava ir todo dia no mesmo horario em um lugar para fazer algumas coisas, coisas que posso dizer que nao gostei nem um pouco e que ate agora nao vi resultado, pedi para minha Dona para que pudesse deixar de comparecer neste lugar para poder fazer outras coisas e claro de preferencia passar o dia com Ela, minha Dona disse que se eu tinha que fazer eu iria fazer e nao poderia faltar, bom, ordens sao ordens.
 Fiz o que tinha que fazer (eita coisa chata e demorada) e claro que a vontade de poder ver minha Domme só tinha aumentado, entao liguei avisando que passaria para dar um oi, ver como estava mas logo iria embora pois tinha aula e nao poderia faltar. Já com minha Dona, conversando, sentei continuei e etc, e devido ao mesmo problema que tinha que "resolver" nao consegui sair tao cedo da casa de minha Dona, acabei nao indo para a aula, mas imprevisos acontecem, faz parte da vida,sem contar que foi otimo esse tempo a mais junto a Ela que eu tanto amo.
 As vezes penso que teria sido bom se eu nao tivesse ficado, pois o fato de eu ter ficado mais tempo,aconteceram coisas que nao teriam acontecido se tivesse ido embora e nao teria gerado um futuro castigo =/ mas n qro me lembrar disso. Mas por outro lado pensar no que aconteceu depois me faz ver que ter ficado valeu a pena e muito, como havia passado da hora de ir pra casa e passado a hora de ir pra faculdade, acabei ficando ate tarde com minha Dona, as outras pessoas presentes se retiraram para dormir outras para fazer outras coisas, enfim, fiquei sozinha com minha Dona.
 A saudade é muito grande quando ficamos longe de quem amamos, e quando se fica muito tempo longe a saudade ainda é maios, mas nao estava somente com saudade, tinha a vontade, vontade de estar perto, vontade de olhar aos olhos d'Ela de conversar sentir seu perfume seu sabor vontade para lhe servir. Estava conversando com minha Dona enquanto falavamos com meu irmaozinho, minha Dona com vestido, entao assim eu passava a mao em suas pernas sem fazer nada demais, uma simples massagem, minha Dona diz que esta com  calor e tira sua calcinha, continuo a massagem porem apos algum tempo diz que esfriou que esta com frio pegaum lençol e coloca em torno de si, a beijava a todo instante, muito bom ve-la ali ao meu lado, senti-la, beija-la.

                       Minhas maos em suas pernas começam a subir, joelhos coxa e chego em sua buceta, somente de encostar ouço seu gemido, sei que tenho permissao para continuar entao é claro que vou continuar, vejo minha Dona me encarando com um olhar desafiador, um olhar que simplesmente adorooooooooooooooo, pergunto se esta gostando e como resposta tenho seu sorriso, continua a conversar com meu irmaozinho no msn, as vzs percebo que se perde no que iria dizer, ai como adorei a situaçao, estava deliciosa divertida prazerosa e muito gostosa.
 Ao me olhar novamente nos olhos com aquele mesmo olhar desafiador, simplesmente pergunto para minha Dona se posso, tenho resposta afirmativa, abaixo seu vestido expondo seus seios, e sem parar de brincar com sua menina, me delicio tambem em seus seios com minha boca, as vezes paro para ve-la tentando se concentrar no que esta a fazer, mas logo volto o que estava fazendo, tirando-lhe gemidos susurrados em meus ouvidos, precisava tomar cuidado para ninguem ouvir, logo a sinto gozar em minha mao com minha boca em seus seios e seus gemidos em meu ouvido HUUUUUUUMMMMMMMMMMMMMMMMMM QUE DELIIIICCCCCIIIIIIIIIIIIAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA. Vamos de novo??!??!! rs
 Infelizmente o tempo nao para e vai ficando cada vez mais tarde, tenho que voltar para casa e sei que minha Dona precisa descansar pois tera que acordar cedo dia seguinte. Entao la vamos nós para casa. Um novo dia, muito feliz, muito alegre, pena que ainda tenho aquele compromisso de todo dia no mesmo lugar horario pessoas e chatices e aiiii que merda... Enfim depois da parte cansativa, passear um pouco sempre é bom, ganhei alguns presentinhos, mas ainda tem uma coisa que eu quero e muito, pena que nao tinha mais. Estava morta quando cheguei em casa, deitei um pouco descansei e fui tomar um super banho relaxante, ficar limpa cheirosa perfuma para encontrar minha Dona.
 No caminho com minha Dona, tento falar de coisas que nao se relaciona ao que vai ou pode vira acontecer, já tentei isso varias vezes antes, mas nenhuma adiantou e só surtiram ameaças contra minha pessoa caso eu continuasse, entao fica somente no pensamento, ainda mais quando olho para minha Dona e a vejo com Aquele olhar e Aquele sorriso de "acabei de ter uma ideia, meu Deus, me da ate arrepios.
 Ao chegar, ganhei um belo de um susto de minha Dona, afinal sempre deixa que eu guarde as coisas em um lugar pegue minha linda coleira, mas desta vez antes de qualquer coisa, sinto sua mao no meu cabelo me puxando para tras, para perto de si. Sentir sua respiraçao, seu desejo e suas palavras susurradas desse modo em meu ouvido, me deixaram mais louca, mais insana, mais desejo e a vontade ainda maior de ser usada por minha Dona que me tem me possui que briga e cuida sempre e na quantidade certa, que usa e abusa...
 Guardo as coisas, pego a coleira, dou na mao de minha Dona, que  a coloca em meu pescoço, manda que me levante tire a roupa e me deite de bruços, assim o faço, sinto sua mao percorrendo todo meu corpo, com a unha me fazendo contorcer inteira na cama, um tapa na bunda uma ordem para nao me mexer, fica assim mais um tempo e manda q me levante, assim o faço e minha Dona me coloca a  venda, diz que é muito bom ver minha cara de quem tenta adivinhar o que esta pra acontecer.

 Com os olhos vendados, sinto os clamps em meus peitos, e minha Dona me puxando me prendendo ao X,  passa o chicote em minhas costas depois as unhas e o chicote novamente, pensei que iria sentir novamente suas unhas pelo meu corpo, mas o que recebi foi um tapa, um nao varios tapas, como amo sentir sua mao em meu corpo, sua presença a meu lado, seu perfume seu desejo misturado ao meu um completando ao outro huuummm.... O chicote novamente, o sinto em minha pele, me tirando gritos de dor de prazer, as chicotadas cada vez mais fortes intensas, a pele ardendo queimando ao toque das chicotadas ou mesmo de minha Dona ao passar suas maos vendo as marcas que me deixou.
 Ouço os passos daminha Dona se afastando, entre as milhares de ideias que surgem em minha mente sobre o que esta para acontecer, escolho somente uma para ver se estou certa, ao ouvir o barulinho da camera o flash, vejo que realmente acertei na minha escolha, manda que faça tal pose ou akela outra, agora vire de ponta cabeça rs... brincadeira, nao teve nada disso.

 Se aproxima novamente de mim, sua unha passando por meus peitos barriga costas sua mao no meu cabelo me puxando de encontro a si em um beijo magnifico e sua pergunta ao meu ouvido se estou gostando... gostando? eu estava é amando, queria mais queria bis, queria que o tempo parasse, que o momento jamais acabasse, queria servir a Ela dar carinho amor, queriadar-lhe praze a cada minuto, segundo do modo que desejares em cada instante.. Me desamarra e manda que eu fique de quatro na cama, sinto novamente os chicotes marcando a carne, minha pele ardendo e o desejo crescendo.
 Novamente se afasta para pegar mais alguma coisa, como queria tirar aquela venda, nao o faço pois sei que a ideia vai acabar custando muito caro, prefiro esperar e sentir o que estar por vir, sei que assim nao vou me arrepender, mas ainda assim tento identificar o que esta a fazer atraves dos sons. Minha Dona volta e coloca o vibrador em minha buceta, fica brincando um pouco com ele ali e se afasta novamente, desta vez nem os ruidos os sons conseguem me ajudar a "desvendar" o que esta a fazer, só descubro quando mandas que me deite de costas e começa a amarrar minhas pernas, entao sei que foi pegar a corda.
 Ja com as pernas presas, amarradas uma a outra, pede para q levante um pouco a bunda da cama o que faço com um certo grau de dificuldade, mas consigo, sinto que coloca algo entre eu e a cama, mas ja que me manda voltar ao normal assim o faço, sinto varias pontinhas se fixando em minha pele, e ao sentir sei que és o brinquedinho no qual havia me dito ter preparado com tanto carinho, uma raquete feita com tampinhas de garrafa e assim começa a brincar com a intensidade do vibrador ainda em minha bucetinha, alternando com tapas nos meus peitos que tambem permanecem com os clamps e as unhas passando por minha barriga, me contorcendo faço com que as tampinhas se afundem mais na pele, trazendo dor, uma dor que tao logo chegou logo se transformou em tesao, excitaçao... Nooooooossssssssaaaaaaaa, somente de lembrar, parece que estou vivendo o momento novamente, como foi maravilhoso.
 Continuando com suas torturas alternando taps unhas intensidade, a vontade somente crescia, o desejo incontrolavel, o prazer huuuuuuuuummmmmmmmmmmmmmmm... Com a permissao de minha Dona eu gozo muiiiiiitttttttttttooooooooooooo, como amo lhe servir minha Sra, estar ao seu lado e realizar suas vontades. Ouço novamente o barulho da camera, faz com que me vire de lado e diz q as marcas ficaram lindas, se Ela esta dizendo entao é porque realmente ficaram, desamarra minhas pernas e diz que quer tentar algo que sempre teve vontade de fazer.
 Ainda de barriga para cima manda que me vire na cama virada para outra direçao, pede para que levante minha perna e sinto a corda em meu tornozelo, se demora um pouco ali e quando termina percebo que nao tenho como abaixar minha perna, fazendo o mesmo procedimento na outra, deixando assim as duas pernas presasno ar e uma longe da outra fiquei muito curiosa para saber como me amarrou desta maneira mas sei que ainda nao posso tirar a venda, terei que continuar esperando. Amarrada desta forma, ouço seus comentarios de que adorou, que ficou lindo entre outros. Sinto ovibrador em minha bucetinha novamente, brincando me excitando, para e começa a dar tapas em minha menina, chicotadas huuuuuuuuuummmmmmmmmmmmm vai revezando entre tapas vibrador chicote ate me fazer gozar novamente. Deixa-me preza assim mais um tempo para fazer algo no qual sabe que nao gosto, algo pelo qual sempre discuto e algo que ainda fui acusada injustamente com testemunhas inquerito e tribunal =P rss.
 Me solta e vejo como havia prendido minhas pernas, a outra ponta da corda estava presa ao X na parede do outro lado, se deita ao meu lado e ficamos assim um tempo conversando, me levanto e peço para que deite de bruços, havia prometido lhe fazer uma massagem e iria faze-la. Começo por seus pés, dedo por dedo, solas, pernas coxas bunda costas ombros braços e nuca volto o percurso todo e peço para qu vire fique de barriga para cima, novamente começo pelos pés os dedos subo pelas pernas subo direto barriga, seios, no qual tenho uma bela ajuda de minha boca e lingua, subo mais um pouco ombros e pescoço, voltando todo o percurso chegando aos seus pés novamente vou subindo e chego onde eu mais desejava, sua buceta.
 Haviamos conversado antes sobre massagens, e havia lhe dito que alguns lugares a boca fazia se tornar mais prazeroso, mao e lingua juntos tambem é maravilhoso, sendo assim quis mostrar agora na pratica o quanto minha teoria estava certa, em poucos instantes vejo que consegui lhe comprovar o que falei anteriormente. Após comprovado tudo,manda que me deite a seu lado ficamos conversando ate pegar no sono.
Minha Dona e eu como todo mundo casais ou nao, temos nossas diferenças, nossos costumes nossas manias. Eu por exemplo só acordo cedo com despertador e um monte de murro na porta dos meus pais para que eu desligue a merda do despertador que acordou a casa inteira menos eu e os dias que nao preciso acordar cedo, muito raramente saio da cama antes do meio dia. Minha Dona por sua vez tendo ou nao que acordar cedo, tendo ou nao dormido tarde, acorda cedo, diga-se de passagem muiiiiiiiiiiiitttttttooooooooooo cedo. De acordo com a funcionaria eu sabia que podiamos ficar ate tarde, entao nao estava me preocupando em acordar cedo.
 Sei que nao eram nem 7hs da manha quando me acordaram, olhava no relogio tentando entender alguma coisa mas estava tudo embaçado, nao enchergava nada, fechava os olhos novamente para voltar a dormir, ouvia a voz de minha Dona conversando comigo, nao conseguia entender o que era, aos poucos fui assimilando as coisas olhava no relogio e tudo o que via era "volte a dormir", minha Dona me garante que ja era muito tarde, ao lhe perguntar as horas disse que era 7:30... para mim isso é quando se torna madrugada, mas vejo que esta falando sério pois começa a arrumar as coisas.
 Quando pega a raquetinha se aproxima de mim, nao com o lado das tampinhas mas sim um lado aspero que começa a passar em minhas pernas e bunda, tento me afastar, nao quero lhe provocar ou irritar, eu apenas continuo dormindo. Nao sei ate agora se foi proposital ou "simples coincidencia" quando estou a pegar no sono novamente minha Dona inventa de ligar o radio, finjo que nao to ouvindo nada ate começar uma musica que nao gosto e sei que tenho permissao para trocar de estaçao quando começa a musica, sendo assim fui obrigada a me levantare ouvia minha Dona me chamando para tomar banho.
 Claro que nao ia sair de la daquela maneira que estava, mas eu so queria dormir mais um pouquinho antes de tomar banho de ir embora de levantar, mas na sua voz percebi que nao poderia enrolar mais, me levanto vou ao banheiro, quando chego já esta terminando seu banho, aí esta outra diferença... gosto de banho quente fervendo qse arrancando a pele (ta, sei que exagero) minha Dona ja prefere agua mais fria, no maximo morna. Tomo meu banho e no quarto Ela esta quase pronta, disse que estava esperando sua cadelinha para que colocasse sua bota, coloquei e mandou que me arrumasse logo ou iria me deixar la sozinha, pois fiquei enrolando quando nao devia, resolvi fazer logo o que tinha a fazer, sei que a ameça é verdadeira.
 Ja comentei varias vezes que minha Dona fica bem pertinho de mim quando vem a SP, no onibus desço alguns pontos antes ou depois de minha Dona, depende de onde estamos vindo ou pra onde estamos indo, como viu que nao desci onde tinha que descer perguntou se iria para sua casa, depois de ter me acordado as 4 da madrugada axa que iria deixar ela perder o prazer de passar o dia comigo (qnt n queiram isso) sou muito chata quando acordo cedo, claro que me controlei ao maximo afinal o que eu fizesse se voltaria contra mim.
 Vai entardecendo, resolvo ir para casa, quero descansar um pouco, dormir de verdade rss, quando vou sair começa a chover e minha Dona me proibe de sair enquanto estiver chovendo, só porque a ultima vez nao a obedeci e que sai de la com chuva acabei ficando ruim >><<
(uma dorzinha de garganta de nada... brincadeira SRA... sabe que te amo neh?! =D). Logo a chuva para novamente e venho para casa. Converso mais um pouco com minha Dona, me diz que ainda esta com vontade de comer tempura. Tinha dito tambem que qualquer dia me levaria para comer um, experimentar pois nunca tinha comido, nos encontramos de novo e fomos comer o tempura... acabei nem dormindo mas preferi assim.
 Minha Dona tinha compromissos e eu voltei para casa terminando um dia meio que como aqueles filmes de "familia feliz" todos se amam se adoram e nao existe brigas entre eles. Ainda bem que existem filmes, pois na vida real esta bem dificil encontrar coisas do genero.
 Domingo, 31 de outubro, halloween, eleiçao, que dia perfeito nao?! Sabia que nao iria acordar tarde como gosto mas sabia que nao seria as 4 da madrugada, minha Dona ficou de me ligar depois que fosse votar para que pudessemos sair, acordei com a "familia feliz" fazendo barulho pela casa toda, gente batendo na porta do quarto falando para eu ir votar, quanto antes fosse melhor porque iria ficar cheio etc, ja tentei explicar que onde eu voto nao fica cheio.
 Mas me levantei, tomei banho, nenhuma chamada perdida no cel. entro na net para ver se minha Dona esta on, fico um bom tempo ate que entra, diz que nao conseguiu me ligar conversamos um pouco, minha familia iria sair para um churrasco, avisei que iria votar nao iria com eles e que nao sabia que horas voltaria. Apos minha atitude de cidadã, depois de ter votado em quem achava... achava nao, ainda acho ser a pessoa certa a governar (nao vou contar em quem votei... eh secreto o voto) fui para casa de minha Dona, o que haviamos planejado por milhares de motivo nao deu certo, entao ficamos em sua casa.
 Estava deitada no sofa quetinha vendo televisao quando a vejo olhando em minha direçao com o olhar de quem acabou de ter uma ideia, e eu nao estava errada, entre suas coisas pegou o vibrador, mandou que fosse ao banheiro e colocasse, voltei como ordenou e pegou o controle de intensidade do vibra, me controlando  pois havia mais pessoas na casa, as vzs passava as maosem suas pernas ou braços. Mandou que eu parasse e disse para encostar no sofa, sentar direito. Vejo seu olhar passar de mim para suas coisas e novamente para mim, sei que teve mais uma ideia.
 Nao vi o que havia pego, simplesmente a senti abrindo minha blusa e colocando o clamps em meu peito aaaaiiiiiiiii, ficou assim brincando com minha menina o clamps no peito ate que permitiu que gozasse, parou e quando estava a recomeçar chegou mais gente e teve que parar, mandou que fosse ao banheiro para tirar tudo. Fiquei mais um tempo ali conversando mas estava esfriando eu sem agasalho ja com frio resolvo vir embora. No caminho um imprevisto um acidente de persurso.
 Ainda nao havia ninguem em casa quando cheguei, corri pro banheiro tomei um banho bem gostoso, havia me machucado com o imprevisto no caminho, entao deixei a agua cair onde doia, quando sai passei remedio onde precisava de remedio e todo mundo chega em casa, mas nao é mais a familia feliz, é aquela familia que vai cada um para seu canto, ninguem fala com ninguem.
 O ultimo dia de minha Dona em SP, logo ira embora, queria ao menos leva-la na rodoviaria, acompanha-la, ouço milhares de reclamaçoes por ja ter passado o dia todo fora, minha perna doia por causa dos machucados, acabei nao conseguindo acompanhar minha Dona, sei que se tivesse ido junto tentaria convence-la a ficar mais tempo. Agora estou aqui esperando a nova visita. Sempre a tua espera minha DONNA. TE AMO.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010



Eu com a fantasia que minha Dona me deu para poder passar o Halloween e sair pelas ruas pedindo doces ou travessuras...

Dia das Bruxas!!!



Passei por diversos blogs e sites e mais blogs.... todos falam sobre o dia do  halloween e seus significados como onde quando e porque começou.. Como Halloween também é conhecido como o Dia das Bruxas... Resolvi falar sobre as bruxas...

Uma bruxa é geralmente retratada no imaginário popular como uma mulher velha e encarquilhada, exímia e contumaz manipuladora de Magia Negra e dotada de uma gargalhada terrível. É inegável a conexão entre esta visão e a visão da Hag ou Crone dos anglófonos. É também muito popularizada a imagem da bruxa como a de uma mulher sentada sobre uma vassoura voadora, ou com a mesma passada por entre as pernas, andando aos saltitos. Alguns autores utilizam o termo, contudo, para designar as mulheres sábias detentoras de conhecimentos sobre a natureza e, possivelmente, magia.




Algumas bruxas históricas adquiriram alguma notoriedade, como é o caso chamadas Bruxas de Salem, a Bruxa de Evóra e Dame Alice Kytler (bruxa inglesa). São também bastante populares na literatura de ficção, como nos livros da popular série Harry Potter, nos livros de Marion Zimmer Bradley (autora de As Brumas de Avalon, que versam sobre uma vasta comunidade de bruxos e bruxas cuja maioria prefere evitar a magia negra, ou a trilogia sobre as bruxas Mayfair, de Anne Rice.



As bruxas foram implacavelmente caçadas durante a inquisição na Idade Média. Um dos métodos usados pelos inquisidores para identificar uma bruxa nos julgamentos do Santo Ofício consistia na comparação do peso da com o peso de uma Bíblia gigante. Aquelas que fossem mais leves eram consideradas bruxas, pois dizia-se que as bruxas adquiriam uma leveza sobrenatural. Frequentemente as bruxas são associadas a gatos pretos, que dentre as Bruxas Tradicionais são os chamados Puckerel, muitas vezes tidos como espíritos guardiões da Arte da Bruxas, que habitam o corpo de um animal. Estes costumam ser designados na literatura como Familiares.


Diziam que as bruxas voavam em vassouras a noite e principalmente em noites de lua cheia, que faziam feitiços e transformavam as pessoas em animais e que eram más.
Hoje em dia essas antigas superstições como a da bruxa velha da vassoura na lua cheia já foram suavizadas, devido à maior tolerância entre religiões, sincretismo religioso e divulgação do paganismo. Gerald Gardner tem destaque nesse cenário como o pai da Religião Wicca- A Religião da Moderna Bruxaria Pagã, formada por pessoas que são Bruxos/as mas que utilizam a "Arte dos Sábios" ou a "Antiga Religião" mesclada a práticas e conhecimentos de outras tradições. A classificação de magia como negra e branca´não existe para os bruxos, pois se fundamentam nos conceitos de bem e mal, que não fazem parte de suas crenças, por isso, como costumam dizer, toda magia é cinza.


A Arte das Bruxas como era feita antes é chamada de Bruxaria Tradicional, ainda remanescendo até os dias atuais em grupos seletos, via de regra ocultos. Hoje também pode-se encontrar uma vasta quantidade de livros e sites que explicam a "Antiga Religião" mas geralmente se tratam de Wicca, pois os membros de grupos de Bruxaria Tradicional costumam preferir o ostracismo, revelando-se publicamente apenas em ocasiões especiais ou para que novos candidatos os localizem.